Nota de repúdio

A exemplo de centenas de outras cidades brasileiras, o município de Pelotas/RS amanheceu parado neste 14 de junho
17 de junho de 2019
– Atenção –
19 de junho de 2019
Exibir tudo
Nota de repúdio

O Sindicato dos Servidores Federais em Educação de Pelotas e Capão do Leão, vem a público, manifestar sua repulsa e indignação, com a intervenção federal ocorrida na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), no Mato Grosso do Sul, em junho de 2019. O fato é que de forma arbitrária e controversa, o Ministro da Educação de Bolsonaro, Abraham Weintraub, nomeou a Professora Mirlene Ferreira Macedo Damázio como Reitora da UFGD, na contramão do processo legitimo de escolha através do voto. A Prof. Mirlene não participou da consulta prévia feita entre os servidores técnicos, os servidores docentes e os alunos da universidade, nem colocou seu nome à disposição do Colégio Eleitoral para elaboração da lista tríplice, ação realizada há décadas na escolha dos gestores das Universidades Federais. O entendimento deste sindicato é que o feito fere a autonomia universitária e destrói anos de lutas por uma plena democracia nas Instituições Federais de Ensino. Nos solidarizamos com a comunidade acadêmica da UFGD, afirmando que podem contar conosco em mais esta luta.

Pelotas, 13 de junho de 2019
A Coordenação