ASUFPEL – Pressão popular derruba, outra vez, a lei da mordaça em Pelotas-RS

Atenção, o Vereador Salvador Ribeiro (MDB/RS) quer implantar a lei da mordaça em Pelotas/RS
17 de setembro de 2018
ASUFPel na luta pela vida das mulheres
19 de setembro de 2018
Exibir tudo
ASUFPEL - Pressão popular derruba, outra vez, a lei da mordaça em Pelotas-RS

Em Sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Pelotas-RS realizada na manhã desta terça-feira (19), o Projeto de lei que é uma cópia do "Escola sem Partido" foi retirado de pauta e encaminhado ao Conselho Municipal de Educação do município, ao menos esta foi a deliberação anunciada pelo proponente Salvador Ribeiro do MDB-RS.

Com a casa Legislativa lotada, o Vereador Salvador Ribeiro do MDB-RS de forma confusa, chamou uma reunião com algumas lideranças sindicais em uma sala reservada da Câmara de Vereadores, ou seja, impediu que a maioria das centenas de trabalhadores presentes não pudessem participar das discussões sobre o projeto nefasto, “Escola sem Partido”.

De forma arbitrária e unilateral, os Vereadores Salvador Ribeiro (MDB-RS) e o Anderson Garcia (PTB-RS) tentaram impor sua vontade, manifestando a todo momento para a TV Câmara, que os “espectadores” deveriam se calar. A resposta dos movimentos sociais, partidos políticos, estudantes e professores, veio através de cânticos e palavras de ordem, que denotavam resistência popular. “NÃO IRÃO NOS CALAR”, “NÃO A LEI DA MORDAÇA”. A capacidade de organização e força do povo impôs aos representantes do poder executivo de Pelotas uma derrota contundente.

Ao final, a “Frente de Resistência à Escola com Mordaça” que tem o Sindicato-ASUFPel como um de seus integrantes, manifestou sua satisfação com o apoio recebido, e que seria preciso uma continua mobilizada, pois, se tratava de uma vitória, dentre outras tantas que irão de vir.

#NÃOALEIDAMORDAÇA

#NÃOAESCOLASEMPARTIDO